ERVA MATE


A ILEX PARAGUARIENSIS, erva mate, popularmente conhecida no sul do Brasil e consumida como chimarrão, tem sido alvo de muitos estudos nos últimos tempos devido aos diversos fitoquímicos encontrados em sua composição e aos benefícios nutricionais à saúde humana.

Dentre os fitoquímicos, merecem destaque os alcalóides, os polifenóis e os flavonóides.

A erva mate é rica em aminoácidos, vitaminas A, C, B1, B2, ácido nicotínico, ácido fólico e derivados do ácido pantotênico.

Os alcalóides, teofilina, teobromina e cafeína, são substâncias que estimulam o SNC e ampliam o vigor e a capacidade de desenvolvimento de atividades físicas e mentais e a vantagem é que o efeito é prolongado e sem efeitos colaterais desejados como a insônia e irritabilidade. Para esportistas e atletas recomenda-se o consumo do chimarrão frequentemente antes ou depois dos treinos, respeitando sempre a individualidade bioquímica de cada pessoa.

Pesquisas recentes demonstram que os polifenóis têm importante efeito antioxidante e são capazes de combater o envelhecimento das células e prevenir diabetes e outras doenças cardiovasculares, bem como reduzir as taxas de colesterol.

Durante a prática de atividades físicas intensas, por esportistas e atletas, é causado um estresse metabólico no organismo e também oxidação e morte celular. Por isso, uma alimentação bem orientada e adequada por um profissional nutricionista é essencial como forma de prevenção de lesões e ótima performance durante os treinos.

Outro grupo de compostos químicos que encontramos na erva mate são os flavonóides, que não são considerados vitaminas mas tem capacidade de modificar a resposta biológica do corpo, atuando também como antioxidantes.

Na erva mate encontramos os taninos, que são responsáveis pela adstringência ou aroma da erva e as proteínas, os lipídeos, as saponinas e as enzimas. Essas e aquelas auxiliam no ganho de massa muscular.

O consumo da erva mate, o chimarrão, pode ser a qualquer hora do dia, só fique atento se você é um metabolizador rápido ou lento da cafeína, para não ter problemas com insônia, por exemplo.

Após o almoço contribui muito para o sistema digestivo e produz efeitos anti-reumáticos, diuréticos, estimulante e laxante.

Muitos benefícios podemos destacar ao consumirmos habitualmente o chimarrão. Apenas devemos ficar atentos à temperatura da água, que não deve ser muito quente, pois assim pode causar alterações e lesões na mucosa do trato digestório superior, principalmente no esôfago. Fica a dica!

Sua saúde agradece!

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

20 fev 2018


Por Redação
Anuncie