Prefeitura de Florianópolis quer diminuir ainda mais o índice de analfabetismo no município


Prefeitura de Florianópolis quer diminuir ainda mais o índice de analfabetismo no município

Para isso, Capital conta com 15 unidades da EJA – Educação de Jovens, Adultos e Idosos

A Prefeitura Municipal de Florianópolis quer diminuir o índice de pessoas que não são alfabetizadas ou que não concluíram o ensino fundamental.   Para isso, disponibiliza 15 unidades de Educação de Jovens, Adultos e Idosos, popularmente conhecida como EJA, e que está há 47 anos mudando a vida de muita gente. Mais de 10 mil estudantes foram certificados. Atualmente, a EJA conta com mais de 1.200 estudantes, de 15 a 68 anos de idade, espalhados por pelas regiões da Ilha e do Continente.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) não possui dados atuais sobre analfabetismo em Florianópolis. O último censo, de 2010, apontava que a taxa daqueles que não sabiam escrever e ler no município, com 15 anos ou mais, era de 2,1%. Ou seja, havia 20.596 analfabetos num universo de 421 mil pessoas.

Quando e onde você quiser

Na maioria das unidades, a EJA funciona no período da noite, já que geralmente o estudante trabalha nos outros dois períodos. Porém, na Escola Silveira de Souza, os interessados podem ter aulas pela manhã, à tarde ou à noite. No NETI (Núcleo de Estudos da Terceira Idade), existem turmas de manhã e à tarde. Já a EJA na Associação de Surdos da Grande Florianópolis (ASGF) funciona à tarde e à noite.

No Monte Cristo, recentemente foi aberta a 15ª unidade da EJA, sendo o quarto local da região continental destinado para esta atividade. Ela fica no Conjunto Habitacional Chico Mendes e atende no período noturno. Em breve, será inaugurada a 16 ª unidade, também no bairro Monte Cristo, na comunidade Novo Horizonte.

A proposta pedagógica

Devido às especificidades dos alunos da EJA, foi necessário construir um modelo pedagógico próprio que levasse em consideração o interesse do educando e sua trajetória de vida.

Para isso, a partir de 2000 a EJA Florianópolis passou a trabalhar com a proposta pedagógica da Pesquisa enquanto Princípio Educativo.

A proposta está pautada na ideia de que é possível aprender a partir da busca pelo conhecimento, procurando proposições legítimas às perguntas realizadas pelos estudantes nas pesquisas desenvolvidas individualmente ou em grupo.

Essas perguntas são expressas por meio de problemáticas que se configuram como unidades de planejamento. Os conteúdos são tanto decorrentes das habilidades e competências como ler, escrever, calcular, comparar e resumir, como também emergem da diversidade das problemáticas pesquisadas.

A EJA possui dois segmentos: anos iniciais e anos finais. Assim, o interessado pode tanto se alfabetizar, quanto terminar o ensino fundamental.

O interessado em se matricular na EJA pode ligar para 3212-0925 ou procurar informações na escola mais próxima da sua casa ou de seu trabalho.

 

Ricardo Medeiros (assessor de comunicação da SME): (48) 3251-6124 e (48) 98411-0911

Comunidade Cultura