Travessia da Ilha do Campeche: Cerca de 300 atletas participaram da edição 2018.


Travessia da Ilha do Campeche: Cerca de 300 atletas participaram da edição 2018.

Realizada com muito sucesso pela Academia Sotália Sports, a Travessia da Ilha do Campeche ocorreu no dia 10 de março, de forma tranquila e muito bem organizada. As águas cristalinas, calmas e com a temperatura agradável, tornou o desafio de atravessar a nado os 1.500 km que separam a Ilha do Campeche da praia numa aventura muito gostosa. Uma prova tradicional que une famílias.

As condições do mar colaboraram para mais um evento de competição e integração, com a participação de esportistas profissionais e amadores, com idades entre 12 a 70 anos.

Aproximadamente 40 profissionais do esporte e socorristas acompanharam os nadadores com botes, caiaques, jetsky e stand-ups, durante todo o trajeto.

Os primeiros colocados na classificação geral foram: masculino - Lucas Kogut, representando o Clube Doze, com o tempo de 19min e 17s, passando a ser tricampeão dessa prova e feminino - Fabiana Moretti, representando o Clube Lira, com o tempo de 24min e 41s.

A Travessia contou com o apoio da Panvel e Hammerhead, com distribuição de brindes na premiação.

Luciana Prado, assessoria de imprensa Sotália Sports

 

Ações socioambientais na Travessia da Ilha do Campeche 2018

E como acontece em todos os anos, enquanto os atletas dão suas braçadas, ações socioambientais organizadas pelo Conselho Socioambiental da Academia Sotália, juntamente com seus parceiros, divertem, conscientizam e ensinam adultos e crianças sobre como contribuir para um mundo melhor e um meio ambiente mais saudável. Nesse ano a Travessia contou com a participação do Projeto Oceano Limpo, Bandeira Azul, Corpo de Bombeiros do Estado de SC, com o projeto Golfinho, Solo Fértil, OEKO & Brotei, Meu Copo Eko e Floram.

A Meu Copo Eco disponibilizou copos reutilizáveis em prol de praias e mares limpos. “Em um evento com mais de 400 pessoas, se cada um usasse três copos descartáveis, já teríamos mais 1000 copos descartáveis jogados por aí”, diz Manu, da Meu Copo Eco. Consciência não é só descartar no local adequado, pois mesmo assim apenas 3% do lixo no Brasil é reciclado. Consciência é consumir com atenção, reduzir e reutilizar sempre que possível.

A Floram, com o Projeto Floram Vai a Praia, fez uma Caça ao Microlixo com as crianças. Seguindo o conceito Lixo Zero, que tem como principal objetivo o máximo reaproveitamento de resíduos e a redução – ou mesmo o fim – do encaminhamento do lixo para os aterros sanitários e incineradores.

Todos os resíduos gerados no evento tiveram uma destinação correta. Cerca de 275kg de resíduos orgânicos foram recolhidos pela OEKO & Brotei (soluções na gestão de resíduos orgânicos através da coleta seletiva) e encaminhados para a Destino Certo, empresa responsável pela compostagem.

Raquel Paladino Matta – Conselho Socioambiental Sotália Sports

 

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

03 abr 2018


Por Raquel Paladino Matta
Anuncie