Trilha Pântano do Sul - Lagoinha do Leste


Escondida atrás dos morros do sul da Ilha de Santa Catarina, a praia da Lagoinha do Leste deixa qualquer viajante fascinado por suas areias claras e mar esverdeado em um dia de verão. Tem uma extensão de 680m,  vegetação abundante e um mar de águas cristalinas muito procuradas por surfistas devido as suas boas ondas. Como se não bastasse toda esta beleza, a praia ainda nos presenteia com uma linda lagoa de águas escuras e limpas, ótima para um refrescante mergulho.

Para chegarmos à praia, optamos pela trilha que sai do Pântano do Sul, por ser mais curta que a opção da Praia do Matadeiro, porém é puxada. Com aproximadamente 2.361m de extensão, o grau de dificuldade é moderado, ainda assim, exige bom preparo físico pelas subidas com aclive de 200m.

Começamos logo de manhã cedo, aproveitando o sol mais ameno das primeiras horas do dia. É aconselhável levar alimentos leves para passar o dia e  água (pelo menos um litro por pessoa), pois na praia não tem nada à venda.

A entrada da trilha está numa transversal à rua principal que chega a praia do Pântano do Sul, próximo aos estacionamentos, em direção à praia. Foi ali que deixamos o carro, porque podem ocorrer furtos nos carros estacionados na rua.

O início da trilha é animador, pois recebeu uma recuperação e melhoria no acesso, contando inclusive com degraus de pedras em algumas subidas mais íngremes. Alguns turistas apreciam esta facilidade, pessoalmente, prefiro uma trilha mais natural e rústica, pois mantém as características do local, preserva a natureza e aumenta o desafio da caminhada.

Após alguns minutos de caminhada por uma trilha muito bonita, recoberta por árvores que oferecem uma boa sombra, chegamos ao ponto do morro, onde conseguimos avistar ao lado direito, a praia do Pântano do Sul. Uma breve parada para admirar a paisagem e recobrar o fôlego, e logo continuamos a subir até o ponto mais alto do morro, antes de iniciarmos a descida para a praia. Aquela estrutura de escadas já não tem mais nesta parte da trilha, o que temos é somente a trilha demarcada no chão, entre pedras, árvores e alguns nichos de água, agora sim estamos em uma trilha!

À esquerda de quem chega pelo Pântano do Sul, está a lagoa de cor escura, mas igualmente bela. Logo pensamos em tomar um banho ali! Mas antes precisamos descer até a praia. Mais alguns minutos pulando pedras, riachos e curtindo o visual da praia, da vegetação e o som das aves.

         A sensação de chegar à praia é muito boa e surpreendente, pois saímos do meio das árvores, como se fosse um túnel, e nos deparamos com uma praia de areia limpa e clara, emoldurada pelo mar à nossa frente, pelo morro do lado esquerdo e pelo morro da coroa do lado direito.

O morro da coroa é outro ponto imperdível da trilha, seu visual é muito interessante mesmo visto de baixo, pois é recoberto por uma vegetação baixa (gravatás e capim) e cravejado de pedras, algumas enormes e com formações impressionantes. Claro que subimos! É uma subida de aproximadamente 600m, saindo da praia até o topo do morro, com aclive de 210m em relação ao nível do mar, apenas para os mais preparados ou os mais determinados. É preciso cuidado porque existem muitas pedras soltas. A caminhada (quase uma escalada) demora em torno de 40 minutos e todo esforço valerá a pena ao chegar lá em cima e dar de cara com um visual maravilhoso! É possível ver toda a extensão da praia da Lagoinha, com a areia clara,  a lagoa escura do lado esquerdo, envolta em uma densa e bonita vegetação e o mar brilhando do lado direito.

No alto do Morro da Coroa existem formações rochosas incríveis, onde ficamos curtindo a paisagem e  nos preparando para descer e aproveitar a praia.

Após a descida, quando o mar permite, um belo mergulho é a pedida! Mas  se estiver muito bravo, com muitas ondas, a lagoa é a melhor opção e é uma delícia!

No início da tarde, retornamos pela mesma trilha para a praia do Pântano do Sul e fomos terminar a aventura saboreando um belo almoço no restaurante do Vadinho, excelente!

 

Daniel G. Pohl – Fotografia de Natureza e subaquática

www.facebook.com/danielpohlfotos

Contato 999715141

 

Trilha Praia do Matadeiro

Outra opção é pelo costão direito da praia do Matadeiro. É o percurso mais bonito e pode levar de 2 a 3 horas de caminhada. Durante os primeiros 30 minutos encontra-se o trecho mais difícil da trilha, com mata fechada e algumas subidas íngremes. Depois, a maior parte do percurso é por costões com paisagens deslumbrantes do mar. Cada quilômetro vencido é um presente da natureza aos olhos de quem se aventura por esse lugar.

No verão, barqueiros fazem o transporte a partir de Armação ou de Pântano do Sul.

Como chegar: A trilha começa no costão direito da praia Matadeiro, no sul da Ilha, a 25 Km do Centro de Florianópolis. Para chegar ao Matadeiro é preciso passar pela Praia da Armação. O acesso se dá pela via Expressa Sul, SC-405 e SC-406. Caso você vá de ônibus, pegue uma linha do centro até o Terminal do Rio Tavares e depois a linha Pântano do Sul e desça na Armação. Para ir direto do centro, há opção da linha Executiva Pântano do Sul.

O que levar: Água, repelente, tênis para caminhada, roupa confortável, toalha, filtro solar, lanche trilha e disposição.

Dicas:

- No decorrer das trilhas ou na praia da Lagoinha do Leste não há infraestrutura para comer, por isso leve alimentação e bebida. Hidrate-se com muita água, você vai precisar.

- Aproveite para meditar e contemplar a paisagem durante o caminho. Isso lhe dará forças para seguir e tornará o passeio ainda mais encantador.

- A praia é bem conservada e não dispõe de locais para hospedagem, mas é permitido acampar. Com o céu estrelado e o barulho do mar, você se sentirá com as energias renovadas.

- Não esqueça de recolher seu lixo, a natureza agradece!

- A trilha tem grau de dificuldade moderado a alto. Porém, não é necessário ser um praticante assíduo para realizar a caminhada, basta disposição. É sempre recomendável que esse tipo de atividade seja realizada com guias profissionalizados ou com pessoas que já tenham conhecimento das trilhas.

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

25 mar 2017


Por Malu Monteiro
Anuncie